Trabalho de Conclusão de Curso
Documento
Autoria
Unidade da USP
Data de Apresentação
Orientador
Banca
Rebehy, Perla Calil Pongeluppe Wadhy
Oliveira, Sonia Valle Walter Borges de
Título em Português
A influência do ciclo de vida e da performance financeira na política sócio-ambiental das empresas do índice de sustentabilidade empresarial (ISE) da Bovespa
Palavras-chave em Português
Performance financeira
Investimento sócio-ambiental
Ciclo de vida
Resumo em Português
O interesse no desenvolvimento deste estudo surgiu da curiosidade no entendimento da relação entre a performance financeira de uma empresa e qual a sua correlação com o grau e volume de investimento sócio-ambiental desenvolvido e excercido por ela ao longo de seus anos de atividade. Isto posto, foi utilizado como inspiração deste estudo um artigo publicado na edição de nº 18 (2009) da revista “Business Strategy and the Environment”, chamado “The Impact of Financial Performance on Environmental Policy: Does Firm Life Cycle Matter?”, escrito por Khaled Elsayed (Ain Shams Univesrsity – Cairo, Egito) e David Paton (Nottingham University – Nottingham, Reino Unido). O artigo busca entender qual a relação entre o resultado financeiro da empresa e o grau de investimento em políticas sócio-ambientais, levando em consideração o estágio do ciclo de vida em que as empresas estão. Desta maneira, buscou-se aplicar este mesmo estudo para o caso brasileiro testando se o nível de investimento e comprometimento sócio-ambiental das empresas é positivamente correlacionado com o desempenho financeiro desta, sendo que, para tanto, utilizou-se como amostra as empresas listadas em cada um dos anos (desde a sua criação em 2005, até 2009) no Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), excluindo-se apenas as empresas do mercado financeiro, devido à peculiaridade de seus demonstrativos contábeis; além das empresas para as quais não se obteve os dados completos no período analisado, totalizando uma amostra total de 40 empresas. Para tratamento dos dados e análise dos resultados foi utilizado a técnica de regressão de dados em painel, que permite analisar séries temporais, neste caso cinco anos seguidos, em relação à duas ou mais variáveis independentes para a explicação de uma dependente; no caso o grau de investimento e participação sócio-ambiental das empresas, medida pelo nível de participação no ISE em cada um dos anos analisados. As hipóteses utilizadas foram as mesmas utilizadas pelo estudo britânico citado acima, ajustadas (de quatro para duas) devido à grande diferença numérica de cada uma das amostras (227 empresas no estudo de Elsayed e Paton para 40 deste). Finalmente, os resultados obtidos mostraram que as variáveis que foram significativas para o modelo apresentado (que apresentou poder de explicação de quase 55%) possuiam características vinculadas às empresas em um estágio de ciclo de vida amparadas pelas hipóteses apresentadas, confirmando-se a teoria de Elsayed e Paton de que empresas que estão no estágio de crescimento acelerado do ciclo de vida tendem a apresentar menor investimento sócio-ambiental devido ao fato de que os recursos excedentes (fonte para o investimento sócio-ambiental) são empregados na operação e expansão das atividades da empresa; o que não ocorre com as empresa no estágio de maturidade do ciclo de vida, que não mais apresentam esta grande necessidade de investimento operacional, aceitando-se as hipóteses apresentadas
Arquivos
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome(s) do(s) autor(es) do trabalho.
 
Data de Publicação
2013-07-01
Número de visitas
2620
Número de downloads
1508
Copyright © 2010 Biblioteca Digital de Trabalhos Acadêmicos da USP. Todos os direitos reservados.