Trabalho de Graduação Integrado
Documento
Autoria
Unidade da USP
Data de Apresentação
Orientador
Banca
Alvarez, Isabel Aparecida Pinto (Presidente)
Scifoni, Simone
Cardoso, Felipe Saluti
Título em Português
Reestruturação produtiva e fragmentação do parque industrial de Santo Amaro: Industrialização e desenvolvimento desigual na periferia da metrópole de 2000 à 2014
Palavras-chave em Português
Reestruturação produtiva
Desconcentração industrial
Desindustrialização
Segregação socioespacial
Santo Amaro
Resumo em Português
O presente trabalho trata das implicações da reestruturação produtiva e da fragmentação da indústria ao sul da cidade de São Paulo, sobretudo as consequências deste processo no período entre 2000 e 2014. O parque industrial de Santo Amaro é um dos espaços que mais concentra o valor adicionado e empregos do setor produtivo paulistano, embora também seja uma das áreas que mais vem perdendo sua área construída para uso industrial. A prefeitura de São Paulo, aprovou em 2016 a lei de zoneamento nº.: 16.402 que estimula as atividades industriais através das seguintes delimitações: Zonas Predominantemente Industriais e de Zonas de Desenvolvimento Econômico. Cada delimitação destaca o padrão tecnológico dos estabelecimentos industriais, bem como a infraestrutura dos espaços voltados à atividade industrial as margens do Rio Pinheiros. Com a concentração e centralização do capital na metrópole, bem como a ampliação do setor terciário, ao longo das ultimas décadas, houve o deslocamento de muitos dos antigos galpões metalúrgicos para além da metrópole, tornando vazios terrenos para grandes incorporadoras imobiliárias e, ao mesmo tempo, criando condições para que reconcentrem, no parque industrial, segmentos de alta intensidade tecnológica, como os setores químico e alimentício. Estes segmentos ao se especializarem nas áreas mais valorizadas da cidade (Granja Julieta e Morumbi à norte de Santo Amaro) concentrou o ramo de bens de consumo não duráveis, enquanto ao sul(Jurubatuba e Socorro), espaços menos valorizadas, destaca-se o ramo de bens de consumo duráveis. Tal segmento terá em seu conjunto uma parte expressiva de galpões de indústria metalúrgicas, mecânica e elétrica que ainda se mantiveram mesmo com a reestruturação produtiva e a desconcentração industrial da década de 1990. Abordaremos as transformações e contradições imanentes ao parque industrial de Santo Amaro e seus desdobramentos na produção desigual dos espaços periféricos da/na cidade.
Título em Inglês
Productive restructuring and fragmentation of the park of Santo Amaro: Industrialization and uneven development on the outskirts of the metropolis of 2000 to 2014
Palavras-chave em Inglês
Productive restructuring
Industrial deconcentrating
Deindustrialization
Social-special segregation
Santo Amaro
Resumo em Inglês
The following paper presents the implications of the productive restructuring and the industrial fragmentation of the Southern part of the city of São Paulo, focusing on the consequences of these processes between 2000 and 2014. The Santo Amaro Industrial Park is one of the spaces that most concentrates surplus value and employs the productive sector of the state, whilst also being one of the spaces that has most lost. In 2016, the city hall of São Paulo approved Zoning Law No. 16.402, which stimulates industrial activities through the delimitations of Predominantly Industrial Zones and Economic Development Zones. Each delimitation highlights the technological standard of industrial establishments, as well as the infrastructure of those spaces directed to industrial activity on the banks of the Pinheiros River. Over the last decades, due to the concentration and centralization of capital and the increase of employment within the third sector in the metropolis of São Paulo, many former metallurgical factories were reallocated beyond the city’s borders, which conceded land to large real estate developers. Simultaneously, the land yielded by the former factories also created conditions for the reconcentration, within the industrial park, of high-tech industrial segments, such as the chemical and food industries. These high-tech industrial segments were relocated to areas with high value within the city, especially the northern stretch of Santo Amaro, between the Largo 13 square and the Business Center, which concentrated the factories that produce non-durable consumer goods. Meanwhile, to the South, and less-valued areas, between Vila Socorro and Jurubatuba, concentrated the factories that produce durable consumer goods. The southern area sustains an expressive part of metallurgical, mechanical and electrical industry factories that still remain despite the productive restructuring and industrial deconcentrating of the 1990s. In this paper, we will tackle the transformations and contradictions that are inherent to the Santo Amaro Industrial Park, and the consequences of the these processes within the unequal production of periphery spaces of/within the city.
Arquivos
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome(s) do(s) autor(es) do trabalho.
 
Data de Publicação
2017-05-22
Número de visitas
197
Número de downloads
203
Copyright © 2010 Biblioteca Digital de Trabalhos Acadêmicos da USP. Todos os direitos reservados.