Trabalho de Graduação Integrado
Documento
Autoria
Unidade da USP
Data de Apresentação
Orientador
Banca
Alvarez, Isabel Aparecida Pinto (Presidente)
Francesconi, Lea
Alves, Gloria da Anunciação
Título em Português
Os parques públicos na cidade de São Paulo: uma visão a partir da Operação Urbana Consorciada Bairros do Tamanduateí
Palavras-chave em Português
Operação urbana
Reestruturação urbana
Parques públicos
Resumo em Português
As transformações espaciais na metrópole contemporânea podem ser entendidas a partir da reflexão sobre o processo de reestruturação urbana exercido sob a determinação da parceria estado/mercado que se revela através de instrumentos e normas legais que têm servido à revalorização de terras urbanas na cidade de São Paulo. Neste contexto, a criação de novos parques públicos pode escancarar os conteúdos intrínsecos neste processo, como o processo de valorização do espaço, alicerçado no discurso da preservação ambiental e da sustentabilidade, com a consequente segregação e fragmentação da cidade, de acordo com a restrição do acesso de determinadas classes sociais a determinados fragmentos de espaços urbanos. A operação urbana, um destes instrumentos, é entendida como meio de arrecadação de recursos para o estado e exploração de novas fronteiras para o mercado imobiliário. Nesta congruência de interesses, a cidade é “reconstruída” visando a revalorização de espaços tidos como obsoletos pelo capital financeiro moderno. Na maioria dos casos, esses espaços obsoletos são regiões que na virada do século XIX para o XX serviram de lugar para a produção capitalista industrial, os quais, hoje em dia, não recebem maiores investimentos devido à falta de interesse por parte da indústria de se instalar dentro de grandes cidades, como São Paulo. Então, estes espaços são alvo de diversos projetos urbanísticos que visam sua transformação, requalificação e ressignificação necessárias para atrair o interesse de investimentos pelo capital financeiro. Numa metrópole como São Paulo, na qual parques e áreas verdes são restritas, um dos objetivos sempre presente nas operações urbanas é o de aumentar e/ou criar áreas verdes e parques públicos dentro do seu perímetro. Neste trabalho, escolheu-se a Operação Urbana Consorciada Bairros do Tamanduateí para se explorar seus objetivos principais e, especialmente, as propostas de criação de novos parques públicos para a cidade. Assim, a partir da análise deste processo de criação pode-se averiguar os objetivos reais dos agentes no espaço urbano na construção destes parques, e questões menos evidentes como a contradição público/privado no seu uso.
Título em Inglês
Public parks in the city of São Paulo: a perspective from the "Operação Urbana Consorciada Bairros do Tamanduateí"
Palavras-chave em Inglês
Urban operation
Urban restructuration
Public parks
Resumo em Inglês
The spatial transformation process managed by the evolution from the industrial capital to the financial capital can be understood from the reflection about the urban restructuration undertaken by a state/private partnership through the legal tools and instruments that serve for the re-valuation of the urban terrains of the city of São Paulo. In this context, the creation of new public parks can show the objectives within this process, as the valuation through the “green” ideal and sustainability, and the consequent segregation and fragmentation of the city with the access restriction of particular social classes in determined urban spaces. The urban operation is understood as way of acquiring resources by the state and exploration of new frontiers by the real estate market. In this congruence of interests, the city is “re-built” aspiring the revaluation of spaces seen as obsoletes by the modern financial capital. In most cases, these obsolete spaces are regions that in the turn of the 19th to the 20th century served as places for the industrial capital production, the ones that nowadays do not receive much investment by the industry due to the lack of interest of establishing itself within big cities, as São Paulo. So, these spaces are desired by several urbanistic projects that intend to perform their transformation, requalification and resignification necessary for attracting the interest of investments by the financial capital. Therefore, one of the objectives of the urban operations is to expand the total amount of green areas and public parks. In this paper, the “Operação Urbana Consociada Bairros do Tamanduateí” was chosen to explore its main objectives and, specially, the proposals of creation of new public parks in/to the city. Then, from the analysis of this creation process, it is able to observe the real objectives of the agents in the urban space in the construction of such parks and the public/private contradiction in its use.
Arquivos
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome(s) do(s) autor(es) do trabalho.
 
Data de Publicação
2018-10-02
Número de visitas
473
Número de downloads
573
Copyright © 2010 Biblioteca Digital de Trabalhos Acadêmicos da USP. Todos os direitos reservados.