Trabalho de Graduação Integrado
Documento
Autoria
Unidade da USP
Data de Apresentação
Orientador
Banca
Cruz, Rita de Cassia Ariza da
Fujicava, Renato
Título em Português
Henry Ford entre a casa-grande e o chão da fábrica
Palavras-chave em Português
Companhia Ford Industrial do Brasi
Fordlândia
Modernização periférica
Resumo em Português
O presente estudo compreende a trajetória da Companhia Ford Industrial do Brasil em solo amazônico. Para tanto, é necessário traçar as linhas gerais configuradoras de um mercado mundial como a realidade crítica da desigual realização do valor no espaço. Ou seja, de uma divisão internacional do trabalho, depreende-se, primeiramente, por que razões uma parcela privilegiada do capital estadunidense, pleiteando sua realização, buscará na Amazônia o meio possível da diminuição de seus custos de produção: isso se dá através do plano de cultivo racional do látex para a confecção de pneus. Em seguida, entende-se a modernização nacional como a feição negativa encarnada da acumulação capitalista global: Fordlândia e Belterra, as cidades de Ford, daí surgem como resultado da contradição agrário-urbana própria da periferia, como assentada na produção de relações “arcaicas” enquanto o pressuposto da reprodução de relações modernas. Por fim, este cenário construído é de um aparente conflito entre os caracteres tipicamente “não-capitalistas” – através do patrimonialismo ao qual a classe operária local estava habituada – e os “propriamente modernos”, por meio da impessoalidade e da burocracia da linha de produção. Entretanto, de tal oposição, o que se repõe como seu fundamento é a própria reprodução capitalista enquanto crise da valorização do valor, expressa na instabilidade da força de trabalho e, como colapso, na falência do projeto
Título em Inglês
Henry Ford between the casa-grande and the power plant floor
Palavras-chave em Inglês
Companhia Ford Industrial do Brasil
Fordlândia
Peripheral modernization
Resumo em Inglês
This study understands the trajectory of Companhia Ford Industrial do Brasil in Amazon. Therefore, is necessary constructs the outlines of a worldwide market like a critic reality of the uneven realization of the value in the space. In other words, we understand for what reasons a privileged fraction of the American capitals, seeking its realization, seek the Amazon possible through the reduction of production costs: it is through the rational cultivation plan latex for making tires. From this statement, we mean the national modernization as the negative feature embodied the global capitalist accumulation: Fordlândia and Belterra, the cities of Ford, there arise as a result of their own agrarian-urban periphery contradiction, as seated in the relations of production "archaic" while playing the assumption of modern relationships. The scenery is an apparent conflict between the characters typically "non-capitalist" – through the patronage that the local working class was accustomed – and the "modern" relationships, through the impersonality and the production line bureaucracy. However, such opposition, which resets as its foundation is the capitalist reproduction of the value like an appreciation of the crisis, expressed in the instability of the workforce and, as a collapse, in the project failure
Arquivos
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome(s) do(s) autor(es) do trabalho.
 
Data de Publicação
2015-09-28
Número de visitas
972
Número de downloads
3762
Copyright © 2010 Biblioteca Digital de Trabalhos Acadêmicos da USP. Todos os direitos reservados.