Trabalho de Graduação Integrado
Documento
Autoria
Unidade da USP
Data de Apresentação
Orientador
Banca
Miranda, Maria Eliza (Presidente)
Siqueira, Maria Eliza de Sales Amaral
Prado, Simone Marassi
Título em Português
Alunos da escola pública: a lenta travessia para o conhecimento e para a cidadania
Palavras-chave em Português
Escola
Aluno
Ensino de Geografia
Ascensão social
Conhecimento
Resumo em Português
Este trabalho pretende analisar como o aluno representa discursivamente sua relação com a escola enquanto instituição de sua formação e com a Geografia como conhecimento pertinente que é parte do currículo escolar. O processo de construção da objetividade científica encontra-se tanto no estabelecimento de uma visão analítica da fala do aluno como material de pesquisa e na consideração das questões que se deram na inserção das classes populares na escolarização como premissa da era da modernidade. Embora haja uma escolarização dual em nossa sociedade, que avança conforme democratiza-se o acesso à escola, o espectro geral das falas dos alunos mostrou uma valorização positiva da escola. Ainda assim, encontramos limites e lacunas na compreensão do sentido de formação na escola reduzidos pelo mito da ascensão social e na apropriação do conhecimento em Geografia. Desse modo, detectamos as lentas travessias que os alunos têm de traçar para que o conhecimento escolar aprendido faça sentido para a vida adulta social e para a profissionalidade, constituindo assim um caminho à cidadania plena. A pesquisa revelou o que o aluno fala e pensa sobre a escola, que prenuncia, ao olhar para o aluno, como este age em defesa da escola e da educação.
Título em Inglês
Public school students: the slow crossing towards knowledge and citizenship
Palavras-chave em Inglês
School
Students
Geography teaching
Upward social mobility
Knowledge
Resumo em Inglês
This study aims to analyse how students discoursively represent their relation with the public school as institutional place of their educational formation and with Geography as appropriate knowledge that is a part of the curriculum. In order to accomplish that, the scientific objectivity construction process lies here in the constitution of an analytical view of student speech as research material as well as in the account of the issues that followed working classes entry into schooling, a modernity assumption. Despite the dual schooling process in our society, one that progresses as the access to school becomes more democratized, the broad spectrum of student speechs is marked by a positive appreciation of school. Still, limits and gaps were found in the understanding of the formation meaning in the school, decreased by the upward social mobility myth, and in the appropriation of geographical knowledge. In this way, it was possible to detect the slow crossings that students have to trail in order to make sense of the school learning for their social adulthood life and professional career, that is, their path towards full citizenship. This study revealed what the student speaks and thinks about the school, and that could indicate, when we look to students, how they may act in defense of school and education.
Arquivos
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome(s) do(s) autor(es) do trabalho.
 
Data de Publicação
2016-09-12
Número de visitas
544
Número de downloads
670
Copyright © 2010 Biblioteca Digital de Trabalhos Acadêmicos da USP. Todos os direitos reservados.