Trabalho de Conclusão de Curso
Documento
Autoria
Unidade da USP
Data de Apresentação
Orientador
Banca
Jaime, Patrícia Constante (Presidente)
Villar, Betzabeth Slater
Fischer, Erika Bocca
Título em Português
Identidade cultural e imigração: como considerar tais dimensões no Programa Nacional de Alimentação Escolar? estudo no município de São Paulo
Palavras-chave em Português
Programa nacional de alimentação escolar
Identidade cultural
Imigração
Resumo em Português
Introdução: Alimentação saudável é aquela que compreende todos as dimensões humanas e é referenciada pela cultura alimentar e pelas dimensões de gênero, raça e etnia. A dimensão cultural do ato de comer, intrincada no valor simbólico dos alimentos está fortemente relacionada à identidade e o sentimento de pertencimento social a um território. A imigração é um movimento constante no Brasil, tornando o ambiente mutável e vivo. Objetivos: Analisar e discutir as bases normativas do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) em relação a incorporação das perspectivas de identidade cultural, cultura e imigração e descrever o perfil dos estudantes imigrantes matriculados em 2016 na rede municipal de ensino de São Paulo. Metodologia: utilizando-se da abordagem qualitativa, realizou-se a análise documental e discussão das bases normativas do PNAE em relação a incorporação das perspectivas de identidade cultural e imigração e a descrição do perfil dos estudantes imigrantes matriculados na rede municipal de ensino de São Paulo no ano de 2016. Resultados e discussão: A palavra cultura aparece consideráveis vezes nos documentos selecionados, como guia e referência para escolha dos alimentos, tradições culinárias e hábitos. Já em relação à imigração e suas derivações nenhuma citação foi encontrada. Em relação ao perfil dos alunos imigrantes matriculados na rede, percebe-se que a grande maioria destes é boliviana (2534; 58%), seguida por angolanos (483; 11%) e os japoneses (211; 5%). Conclusão: A julgar pelos números encontrados nas bases de dados, a quantidade de imigrantes matriculados na rede municipal de ensino ainda não é significativa para que medidas nas bases normativas do PNAEsejam tomadas. Quando se pensa em ambiente escolar cada questão abordada tem um reflexo no educando e no educador. Discutir identidade cultural através de vivências entre os próprios alunos e entre corpo docente pode representar uma geração mais respeitosa e receptiva
Arquivos
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome(s) do(s) autor(es) do trabalho.
 
Data de Publicação
2017-11-13
Número de visitas
36
Número de downloads
15
Copyright © 2010 Biblioteca Digital de Trabalhos Acadêmicos da USP. Todos os direitos reservados.