Trabalho de Conclusão de Curso
Documento
Autoria
Unidade da USP
Data de Apresentação
Orientador
Banca
Ferraz, Sílvio Frosini de Barros
Magro, Teresa Cristina
Ferraz, Katia Maria Paschoaletto Micchi de Barros
Título em Português
Análise de lacunas ambientais no processo de definição de áreas prioritárias para a conservação da Mata Atlântica
Palavras-chave em Português
Planejamento da conservação
Análise de lacunas
Mata Atlântica
Ecologia da paisagem
Resumo em Português
Historicamente, as alterações antrópicas tendem a ocorrer em um processo não aleatório ao longo da paisagem, concentrando-se em áreas com condições favoráveis ao desenvolvimento agropecuário e à expansão urbana. Consequentemente, a destinação de áreas para fins de conservação tende a se concentrar em áreas de baixo valor econômico, resultando em um sistema de áreas protegidas pouco representativo no que tange as variações ambientais existentes. Nesse contexto, a Mata Atlântica, que tem sido alvo de intensa fragmentação, apresenta uma rede de áreas protegidas com forte viés ambiental, apesar dos crescentes esforços para a conservação do bioma. Buscando identificar os principais gargalos na conservação da Mata Atlântica no Brasil e compreender em que nível as áreas protegidas se apresentam como mecanismos de proteção eficientes na abrangência e representatividade de sua heterogeneidade, foi realizada uma análise de lacunas na rede de áreas protegidas do domínio por meio de uma análise multivariada de similaridade ambiental, levando em consideração a distribuição das áreas protegidas e de 23 variáveis ambientais ao longo de cada sub-região biogeográfica. Estes resultados indicaram a existência de forte viés ambiental, principalmente em regiões como São Francisco, Diamantina e Pernambuco, enquanto que regiões como Serra do Mar e Brejos Nordestinos apresentaram uma maior representatividade de sua variabilidade. Tais resultados poderão, futuramente, ser incorporados em outras análises no processo de seleção de áreas prioritárias para a conservação da Mata Atlântica, norteando a criação de políticas públicas que visem a criação de um sistema de reservas mais representativo.
Arquivos
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome(s) do(s) autor(es) do trabalho.
 
Data de Publicação
2017-08-03
Número de visitas
56
Número de downloads
27
Copyright © 2010 Biblioteca Digital de Trabalhos Acadêmicos da USP. Todos os direitos reservados.